Página Inicial
 
DESCUBRA
9 DIREITOS
QUE VOCÊ TEM E
PODE USAR
HOJE MESMO!
 
... e ainda receba nossas novidades e materiais gratuitos diretamente em seu e-mail!


Comodidade x Segurança nas compras online.

Fábio Barroca e Phillipe Biral      segunda-feira, 4 de julho de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Comprar sem sair de casa é cômodo. Por isso, o volume de pessoas que optam por adquirir produtos pela internet tem crescido a cada ano. Assim como as compras em lojas físicas, o consumo on-line deve seguir as regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC), com alguns itens adicionais. Confira a seguir:

- O consumidor tem o direito de desistir do negócio em até sete dias, contados a partir do recebimento do produto, desde que a aquisição tenha sido concluída fora do estabelecimento comercial (internet, telefone, domicílio). Para tanto, não há necessidade de justificar o arrependimento, conforme o artigo 49 do CDC;

- As informações sobre os produtos devem estar claras, assim como o preço, as formas de pagamento, possíveis riscos à saúde ou à segurança, disponibilidade de entrega e outros;

- O prazo para entrega deve estar claro, não podendo ser cobrado frete diferenciado para entregas agendadas;

- O fornecedor on-line deve oferecer ao consumidor meios para identificar e corrigir eventuais erros ocorridos nas etapas anteriores à conclusão da compra;

- De acordo com o CDC, a empresa tem a obrigação de apresentar outras formas de pagamento além do cartão de crédito;

- Na página eletrônica do fornecedor deve estar em destaque a hipótese de a compra estar sujeita a alguma condição, tais como: número mínimo de compradores e prazo determinado para utilização da oferta, entre outros;

- O fornecedor deve confirmar imediatamente o recebimento da aceitação da compra;

- O fornecedor deve oferecer meios de comunicação para atender dúvidas, pedidos de cancelamento ou até reclamações feitas pelo consumidor e responde-las pelo prazo de cinco dias.

- O fornecedor deve garantir também a segurança dos dados do consumidor durante a operação;

- O fornecedor não pode cobrar qualquer quantia a título de frete de devolução do produto, bem como é vedado ao fornecedor exigir, como condição para aceitar o pedido de devolução, que a embalagem esteja intacta.

- O atraso na entrega de um produto caracteriza descumprimento de oferta, e o consumidor pode exigir, à sua escolha, desde o cumprimento forçado da entrega, ou mesmo desistir da compra, com direito à restituição da quantia antecipada, incluindo o valor pago pelo frete, até eventuais perdas e danos;

- Caso a questão não possa ser solucionada amigavelmente, o consumidor deve entrar em contato com o Procon de sua cidade ou procurar o Juizado Especial Cível (JEC). Agência CNJ de Notícias

Caso queira receber orientações completas, com teses atualizadas e dicas de profissionais, possuímos uma ferramenta que poderá, literalmente, mudar sua vida. Acesse:

www.umadvogadoemcadalar.com.br

Um Advogado em Cada Lar – Isso é para você!

Comentários

QUEM SOMOS NÓS

 
Fábio Barroca e Phillipe Biral são advogados, atuantes há mais de 10 anos na área, com escritório de advocacia próprio em São Paulo.

São os idealizadores desse projeto, cujo objetivo é mostrar e disponibilizar materiais de utilidade prática às pessoas, que poderão defender seus direitos e interesses sem a necessidade de contratação de advogados ou terceiros.

 

SIGA-NOS